Siga o blog por Email

MEDITAÇÃO DIÁRIA

sábado, 2 de junho de 2007

Estudo aponta caminhos para viver mais de 100 anos


Ser mulher, cultivar algum tipo de prática espiritual e ter hábitos sadios dão mais possibilidades de superar a barreira dos 100 anos, pelo menos em Cuba, de acordo com um estudo divulgado nesta quinta-feira em Havana. A Dirección Nacional de Adulto Mayor y Asistencia Social apresentou os resultados de uma pesquisa realizada com 270 pessoas de 100 ou mais anos em Havana, como parte de um trabalho que ainda está em fase de execução.
Os resultados do estudo, que começou a ser elaborado em 2005, revelam que, dos 270 centenários da capital cubana, 210 são mulheres e que, entre outros aspectos, a maior parte deles pratica alguma forma de "espiritualidade", nunca fumaram nem beberam álcool e mantêm hábitos sadios. O trabalho mostra também que a maior parte dos centenários, 256, vivem em companhia de alguma pessoa.
Segundo o diretor da Dirección Nacional de Adulto Mayor y Asistencia Social, Alberto Fernández, o estudo pode servir de pauta para o resto de Cuba, embora ainda faltem três províncias para completar o perfil dos mais de mil cubanos que superaram 100 anos de idade. Cerca de 12 dos entrevistados compareceram à apresentação do relatório e destacaram a importância de encontrar "alegria para viver", de manter uma encorajada interação social recebendo visitas, conversando com amigos e familiares, de permanecer ativo e de se sentir queridos.
"Me propuseram casamento aos 70 anos, imagina você", disse Enriqueta Herrera, uma mulher de 105 anos com oito tataranetos, que a esta altura diz que já descartou a possibilidade de ter um namorado. Enriqueta cuida de seu coração desde 1989 com pastilhas que um médico receitou com o conselho de que não deixasse nunca de tomá-las e lembra que seu filho mais velho morreu "de idade" aos 83 anos, após ter sido "sempre muito mulherengo".
"Eu tomo a pastilha todos os dias às 5h da manhã, bebo um copinho de vinho no almoço e fumo um charuto por dia", afirma. Enriqueta diz que sempre teve uma alimentação saudável, que regularmente tomava emulsões a base de fígado de bacalhau e em sua família, uma vez por semana, ingeriam uma substância "para limpar o intestino".
EFE
Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.

Nenhum comentário:

Postar um comentário