Siga o blog por Email

MEDITAÇÃO DIÁRIA

sábado, 29 de novembro de 2008

Dieta da Banana Matinal | HypeScience

ALESSANDRA NOGUEIRA em 24.10.2008 as 23:58 e atualizado em 19.11.2008 as 20:10

Um site de notícias da NBC dos EUA disse que a Dieta da Banana Matutina ou Dieta da Banana da Manhã (Morning Banana Diet), que nós já cobrimos aqui, além de ter tomado conta do Japão, e acabado com as bananas naquele país, está varrendo New York também.

Pois é, a Big Apple (Grande Maçã) agora está embananada e muita gente que está aderindo à nova dieta da moda disse que conseguiu perder 5 kg. Uma parcela disse que conseguiu perder 10 kg fazendo exercícios moderados com a nova dieta.

Muitas das entrevistadas já começaram a comer bananas pela manhã e tomando água em temperatura ambiente.

Como fazer a Dieta da Banana Matutina? Saiba como perder peso comendo bananas:

  • Depois coma o que quiser no almoço ou no jantar (mas sem sobremesa).
  • Evite os snacks
  • Coma apenas um doce por dia, no meio da tarde.
  • Não coma mais nada depois das 20h
  • Vá dormir no máximo às 24h
  • Não precisa fazer exercícios, mas se fizer que sejam leves.

Mais detalhes sobre a Dieta da Banana Matutina.

A DIETA DA BANANA MATUTINA FUNCIONA?

Não é possível afirmar que a banana na dieta faz qualquer mágica, mas como ela é um alimento nutritivo ela é importante em uma dieta para emagrecer, segundo Lisa Drayer, autora do livro “The Beauty Diet”.

Segundo ela a dieta pode funcionar porque as bananas são ricas em fibras e vitaminas e com poucas calorias. Elas também são excelentes substitutos para cereais açucarados ou pães recheados de laticínios que comemos no café da manhã.

Outros afirmam que o amido resistente da banana também pode ter um efeito positivo na dieta, já que não é digerido pelo intestino delgado, gerando substâncias saudáveis quando chega no intestino grosso.

Outros afirmam que é óbvio que a dieta da banana pode emagrecer, já que obriga a evitar comer besteiras durante o dia, evitar doces depois das refeições e não permite alimentos depois das 20h, medidas que causariam uma redução significativa na ingestão de calorias. [KSN]

Dieta da Banana Matinal | HypeScience

Soro da Memória, Como Fazer?

Sérgio Souza em 28.11.2008 as 22:16

O soro da memória contém proteínas, peptídios e lipídios. Eles ajudam os neurônios a formar a sua rede através das sinapses.

Para fazê-lo usamos o soro do leite que é a parte líquida restante após retirarmos o material branco espesso. Essa “água” do leite é que é usado no soro. O leite usado para o soro deve ser A ou B, de saquinho.

Este suco da memória é um coadjuvante da saúde. Em três meses é possível observar diferenças no sono, na memória e no aprendizado. Você tem que tomar apenas 100 ml, meio copo, toda noite antes de dormir.

Quem o toma descansa melhor e aprende melhor o que ocorreu durante o dia.

Receita do soro da memória:

  • Misture em cada litro de leite (A ou B) o suco de um limão.
  • Ele deve ficar descansando entre quatro e doze horas, até coagular.
  • Em seguida você deve coar para separar a parte sólida da líquida, com uma peneira bem fina. O líquido resultante é é o soro da memória.

Ele deve ser conservado em geladeira por três ou cinco dias e pode até ser congelado.

O soro da memória tem um gosto leve de suco de limão e deve ser tomado diariamente para que o descanso tenha maior qualidade e você fique com o cérebro mais tranquilo. Assim você vai aprender melhor as tarefas que realiza.

Soro da Memória, Como Fazer? | HypeScience

Beber álcool encolhe o cérebro

Sérgio Souza em 14.10.2008 as 19:36 e atualizado em 20.10.2008 as 2:18

Quem bebe álcool, mesmo nas menores quantidades, tem um volume cerebral menor do que as pessoas que não bebem, de acordo com um estudo publicado na revista científica Archives of Neurology.

Apesar de um pequeno encolhimento no cérebro ser normal com a idade, quantidades maiores de redução em algumas áreas já foram ligadas a demência.

Carol Ann Paul da Universidade de Boston, nos EUA, tinha a esperança de descobrir que o álcool poderia proteger o cérebro do encolhimento. No entanto ela descobriu que qualquer nível de consumo de álcool leva à redução de volume cerebral.

Foram 1.839 pessoas, uma amostra de tamanho significativo, que fizeram o exame de Ressonância Magnética do cérebro e disseram o quanto bebiam.

Como regra geral a cientista descobriu que quanto mais álcool é consumido, menor é o volume do cérebro com os abstinentes tendo um volume mais alto do que pessoas que pararam de beber ou que bebem 14 ou mais drinques por semana.

A conexão entre o consumo de álcool e o volume cerebral foi mais enfático nas mulheres. Nos homens, apenas aqueles que bebiam 14 ou mais drinques por semana tinham volume cerebral menor do que aqueles acostumados com pouco álcool. Nas mulheres, mesmo variações sutis na ingestão de álcool mostraram diferenças claras no volume do cérebro.

Essa discrepância não deixou claro que quantidades pequenas de bebidas alcoólicas encolhem o cérebro. O álcool desidrata e a desidratação pode ter efeitos negativos em quaisquer tecidos sensíveis.

No entanto o estudo não responde se cérebros “encolhidos” ou com menor volume tem mais dificuldades de memória e funcionamento mental. As diferenças de volume também eram pequenas: 1,5% entre aqueles que não bebem e os que bebem muito.

No entanto especialistas afirmam que a descoberta sobre a redução do cérebro é interessante. Mas ainda há um longo caminho para descobrir as implicações desse fato. [CNN]

Beber álcool encolhe o cérebro | HypeScience

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Cursos grátis na Universidade de Stanford (EUA) via internet

A Universidade de Stanford é uma das instituições de ensino mais respeitadas no mundo e nela se formaram algumas das melhores mentes da tecnologia. Tanto os fundadores do Google Sergey Brin e Larry Page quanto Steve Jobs, da Apple, fizeram curso superior de tecnologia em Stanford.


Este projeto de ensino à distância gratuito é financiado pela Sequoia Capital, a mesma empresa que ajudou a lançar o Google, Yahoo, Nvidia e muitas outras empresas de tecnologia de sucesso. Existem várias colaborações entre cientistas da Universidade de Stanford e pesquisadores brasileiros, inclusive há cientistas brasileiros prestigiados que lecionam naquela instituição de ensino superior.

A Universidade de Stanford agora permite que você melhore seu currículo gratuitamente ao fazer um curso à distância gratuito. Os cursos incluem o mesmo conteúdo ensinado no próprio campus da universidade com aulas em vídeos online que também podem ser baixados, slides, material de leitura, trabalhos para serem feitos em casa, exames e testes.

O projeto Standford Engineering Everywhere (SEE) consiste em um site de cursos grátis que já está oferecendo três diferences cursos online gratuitamente, cada um com, no mínimo, três diferentes módulos. O programa está disponibilizando uma das seqüências de engenharia mais populares da universidade em cursos grátis de introdução à Ciência da Computação. Estes cursos são feitos pala maioria dos estudantes de graduação da própria faculdade.

Os cursos escolhidos são uma base importante para estudantes de Engenharia da Computação e Engenharia elétrica que permitem também passar para cursos mais avançados em Inteligência Artificial e Sistema Lineares e Otimização.

Não é necessário se registrar no site. É claro que os cursos são em inglês, você necessitará habilidade ao menos no inglês técnico para concluir o curso online.

No SEE você não terá inteiração com instrutores ou professores: não poderá tirar dúvidas ou ter os seus trabalhados e provas avaliados. Mas as comunidades online da própria universidade poderão oferecer recursos para que os estudantes do SEE discutam o trabalho realizado no decorrer do curso.

Visite o Standford Engineering Everywhere

Fonte: http://hypescience.com/cursos-gratis-universidade-de-stanford/

Faculdade pela internet grátis

Curso superior via internet chegou para ficar. O ensino à distância existe desde o século 16. É uma novidade acadêmica? Não. Mas o grande nível de interatividade que a internet permite abriu o caminho para que o próprio ensino superior se tornasse também não-presencial. E os que tem mais vantagens para fazer este tipo de curso no Brasil são os professores.


Fazer faculdade via internet requer o mesmo esforço individual de qualquer empreitada similar, talvez mais. O regime semipresencial significa que parte do tempo curricular deverá sim ser utilizado em sala de aula, ao menos para as avaliações periódicas. Estas atividades em sala podem ocorrer quinzenal, mensal ou até bimestralmente.

Outra característica da universidade via internet, ou e-learning, é que ele pode ser síncrono ou não. Isto é, o professor e seus alunos podem se encontrar via internet ao mesmo tempo; em videoconferências ou chats (síncrono) ou por e-mail (assíncrono). Normalmente os cursos atuais são um misto de ambas as categorias com atividades em conjunto que exigem reuniões virtuais e a maior parte da comunicação ficando off-line.

Curso grátis

O Ministério da Educação criou em 2005 um programa chamado de Universidade Aberta do Brasil. Ele consiste em uma colaboração do Governo Federal com instituições superiores de ensino público, levando a capacitação técnica de se graduar através do ensino à distância via internet. Apesar de o programa priorizar a capacitação de docentes oferecendo cursos de licenciatura, são disponibilizados também vários cursos superiores via internet em diversas áreas distintas.

» Cursos grátis na Universidade de Stanford (EUA) via internet

O ingresso no programa é como em qualquer curso superior, através de Vestibular e os municípios onde os cursos são oferecidos são geralmente no interior de todos os estados brasileiros.

Há outras maneiras de fazer faculdade grátis via internet?

Sim. Com bolsas de estudos de órgãos do governo ou de instituições filantrópicas, em que você não se preocupa em devolver o valor investido nos seus estudos. Mais abaixo há uma série de links para sites onde você poderá saber como se inscrever para uma destas bolsas de estudos.

» Bolsas de Estudos - Tudo o que você precisa saber para conseguir uma

Caso eu não consiga. Quais alternativas me restaram?

A boa notícia é que existem várias maneiras de se conseguir bolsas de estudos parciais ou integrais para realizar o estudo superior. Até os bancos estão disponibilizando bolsas para universitários. Mas a modalidade mais comum e fácil de conseguir é a bolsa restituível ou rotativa em que você faz o curso sem pagar a mensalidade, ou paga parcialmente, durante o período do curso. Depois do término do mesmo há um prazo de carência de um ou dois anos e depois deste período você passa a pagar a cada mês. A vantagem desta modalidade é que você começa a quitar sua dívida apenas depois que teve chance de iniciar a carreira profissional e já possui recursos próprios. Muitas vezes a própria instituição de ensino financia através de bolsa rotativa uma cota limitada de alunos com 50% ou 100% de desconto. Portanto entre em contato com a instituição que lhe interessa para saber mais detalhes.

Comumente o requisito mais importante com o qual você deve se preocupar em cumprir rigorosamente é manter boas notas para não perder o privilégio da bolsa de estudos.

Alguns sites que podem ajudar a encontrar uma bolsa de estudos:



Fonte: http://hypescience.com/faculdade-pela-internet-gratis/

13 Razões para fazer faculdade pela internet

O ensino à distância hoje toma a sua forma mais avançada no e-learning online, ou seja, ensino via internet. Existem muitos benefícios em fazer um curso de educação à distância (EAD) comparado a um curso presencial.


13. Inclusão social

O ensino a distância une estudantes, trabalhadores, pessoas mais maduras que passaram muito tempo sem estudar, etc. Junta inclusive pessoas de camadas sociais distintas, com diferenças econômicas ou sociais, que também ganham a possibilidade de interagir entre si.

Pessoas com dificuldades motoras, que não podem sair de casa com facilidade, também são beneficiadas. Se antes a impossibilidade física impedia a educação, agora é possível fazer curso superior e pós-graduação. Portanto faculdade via internet é também uma ferramenta de inclusão social.

12. Não há código de vestimenta

Você pode atender às aulas de pijama, ou até completamente nu (contanto que a aula não necessite de uma webcam).

11. Você não precisa fazer anotações

É difícil para você manter a atenção durante as aulas? Com um curso online as aulas já estão escritas. Se você perder a atenção por alguns minutos é só retornar e ler novamente.

10. Diploma

Você pode fazer graduação “latu sensu”, ou pós-graduação “strictu sensu” via internet. Isso significa que é possível conquistar diploma de bacharel, licenciatura, mestrado, doutorado, pós-doutorado, etc. fazendo a universidade à distância.

Caso a instituição em que você cursa graduação pela internet esteja adequadamente autorizada pelo MEC, o título que você recebe ao final do curso superior online vale tanto quanto um título recebido por completar um curso presencial tradicional.

9. Você pode fazer de graça

Essa é a economia suprema. Ok, eu sei que não é só faculdade via internet que é possível fazer de graça, mas vale mencionar aqui, pois você pode tentar uma destas opções. Além de o governo ter um programa chamado Universidade Aberta do Brasil, que contempla exclusivamente cursos superiores via internet, também existem bolsas integrais do Estado e instituições filantrópicas. Também há a vantagem das bolsas rotativas que permitem que você pague a faculdade apenas depois que acabar de cursá-la. Até bancos oferecem financiamentos estudantis hoje em dia. Não precisamos nos delongar aqui sobre este tema porque este artigo ensina tudo sobre isso: Faculdade pela internet grátis.

8. Material de estudo

Tudo o que você precisa é de uma conexão com a internet e um computador, que está cada vez mais acesssível. Para que as inteirações entre professores e alunos sejam mais eficazes, microfone e câmera são desejáveis.

7. Tempo flexível

Se você é uma pessoa muito ocupada ou viaja demais, pode otimizar melhor o seu tempo ao fazer um curso superior a distância. Com um computador e uma conexão à internet você está na sua sala de aula virtual.

6. Bom para os tímidos

Alguns podem argumentar que a falta de socialização direta entre professor e aluno, e dos alunos entre si, pode ser um problema. Mas a realidade é que a liberdade é maior, pois não há menor inibição em levantar uma dúvida em uma sala de bate-papo na internet. Mas levantar a mão em uma sala de aula é um ato hercúleo para muitas pessoas.

5. Liberdade

O fato de os cursos estarem disponíveis em qualquer localidade do globo, 24h por dia, torna a faculdade acessível a uma quantidade muito maior de pessoas.

A internet é onipresente. Em um curso tradicional, caso você adoeça e não possa comparecer na universidade, além de levar falta também perderá todo o conteúdo que foi ensinado naquele dia. Já com o ensino via internet não há este problema, pois você pode atender às aulas da sua própria cama, se necessário.

Para pessoas que precisam passar algum período em outro estado, ou mesmo no exterior, a educação a distância permite que as aulas cheguem até você.

Como o ensino é modular e você faz seu próprio horário isso permite que você aprenda no seu próprio passo e não precisa seguir o mesmo ritmo de uma grande turma com muitos alunos. Essa característica adaptável da faculdade via internet o torna mais individual.

4. No seu ritmo

Não existem agendas fixas nas classes online. Os estudantes podem completar seus trabalhos e provas quando estão prontos. Se suas tarefas forem feitas até o fim do bimestre, estará tudo bem.

As provas podem ter que ser feitas em uma semana depois de anunciadas, mas os estudantes ainda poderão escolher quando eles querem fazê-las. Eles podem revisar sua matéria até que sintam que estão prontos para realizar as tarefas, trabalhos ou fazer suas provas.

3. Economia

O curso costuma ser mais barato do que uma universidade presencial porque não exige o custo de toda a estrutura física com carteiras, luz, manutenção, funcionários, etc. Você também economiza com ônibus ou combustível e estacionamento. Você evita os lanches fora de casa, o que gera uma economia considerável, talvez a mais significativa de todas. Ao longo de quatro anos você pode economizar entre R$ 10 mil e R$ 20 mil reais ou ainda mais. A dieta de casa pode ser também mais saudável que a de uma cantina universitária.

2. Conforto e flexibilidade

Se para você seria impossível conciliar um curso presencial – que tem hora marcada para começar e para terminar – com o ensino via internet você pode estudar no horário que preferir: uma ou mais vezes no dia; a cada dois dias… Assim você gerencia o seu tempo de maneira flexível.

Você já trabalha o dia todo e não queria ter que ficar mais cinco horas, todos os dias da semana, longe daqueles que você ama? A faculdade pela internet permite que você faça o seu horário e estude no conforto de sua própria casa, próximo daqueles queridos por você. Você também tem a oportunidade de atualizar os seus conhecimentos específicos no próprio local de trabalho sem que os horários o prejudiquem.

Pessoas que vivem em localidades remotas e cidades do interior, longe de Universidades, agora também têm a oportunidade de estudar e se aperfeiçoar.

1. Ensina melhor

Muitos pensam que o ensino a distância pode ser menos eficiente do que o ensino tradicional que conhecemos há tanto tempo. Mas a realidade é outra. Resultados do ENADE (Exame Nacional de Desempenho, feito pelo MEC) com alunos do ensino pela internet, mostraram que eles têm se saído melhor do que os acadêmicos dos cursos presenciais.

[Fontes: 1 2 3 4 5 6]

http://hypescience.com/porque-fazer-faculdade-pela-internet/