Siga o blog por Email

MEDITAÇÃO DIÁRIA

domingo, 4 de maio de 2008

Origami - história

ORI - dobrar + KAMI - papel

O QUE É?
Uma brincadeira de dobrar papéis de variadas formas e texturas formando figuras? Certamente que não.
Origami é uma arte milenar, tão antiga quanto o próprio papel, que estabelece uma linguagem simbólica de fácil compreensão e aprendizado pelo movimento das mãos em contato com papéis. Uma arte inserida no cotidiano oriental e exportada para o mundo.


ORIGEM
Sua origem remonta 1.800 anos na China, sendo introduzida no Japão no início do século VI por monges budistas chineses e utilizados, pelo cunho espiritual que lhe era atribuído, em festas religiosas. As limitações para fabricação do papel transformava-o num material raro, restringindo o uso desta arte apenas aos nobres, assim mantido até o séculoX. A manutenção desta arte através dos tempos, sem registro de nenhum desenho em livros, se fez pela tradição da transmissão oral nos círculos familiares. Com a popularização da fabricação do papel no século XVIII, foi então produzida a primeira publicação.
Foram os árabes, no entanto, os responsáveis pela disseminação desta arte quando levaram o segredo da produção do papel para o norte da África. No século XVIII, quando os mouros chegaram a Europa, levaram esta expressão artística para a Espanha, proibindo, no entanto, por motivos religiosos, a criação de figuras simbólicas e permitindo apenas seu uso para estudos de matemática e geometria.

PARA QUE SERVE

Deve-se a Friedrich Fröebel - pedagogo alemão e criador dos Jardins de Infância, no século XIX - o reconhecimento das dobraduras como atividade pedagógica.
A partir de então, vem sendo praticada ativamente desde a escola básica até os círculos acadêmicos de todo o planeta.
Popularizado como um passatempo, atualmente já é reconhecido pelo descobrimento de novas possibilidades de aplicação, dentre elas a tecnologia que o utiliza no Projeto Espacial Japonês através de cientistas atuantes, como o Professor Koriu Miura.
O origami hoje é qualificado como contribuição importante ao estímulo da criatividade, aumento da capacidade de concentração, desenvolvimento da coordenação motora e motricidade fina, visão espacial e forma de expressão.
Com tais qualificações, esta arte-magia compõe programas de atividades desenvolvidas por psicomotricistas, psicopedagogos, terapêutas ocupacionais atuantes na área de reabilitação e pedagogos no ensino da matemática e geometria. Também, a psicologia vem fazendo uso do origami para estabelecer relações, permitir análises e interpretações e ainda facilitar o trabalho de integração social.
Nesta progressão de usos que ultrapassa o caráter espiritual iniciado pelos monges e a expressão artística pura, assistimos a expansão dos campos de sua aplicação como fator relevante para sua perpetuação, inclusive pela promoção constante de encontros entre nações, e de quatro grandes congressos internacionais já realizados sobre o tema ORIGAMI - TECNOLOGIA/CIÊNCIA E PEDAGOGIA que documentam a diversidade e importância do origami na vida prática, reforçado pela publicação de centenas de livros nos últimos 30 anos em vários idiomas.

(Texto cedido gentilmente por Sandra Gullino)

Nenhum comentário:

Postar um comentário