Siga o blog por Email

MEDITAÇÃO DIÁRIA

domingo, 8 de março de 2009

TESTES ORTOPÉDICOS - LESÕES DA CINTURA ESCAPULAR E DO OMBRO

LESÃO

TESTE

DESCRIÇÃO

FIGURA

LESÕES ARTICULARES (E-C e A-C)

Adução horizontal do ombro

Verifica a lesão da E-C e A-C

LUXAÇÃO DA ARTICULAÇÃO GLENO-UMERAL

TESTE DE KIBLER (P/ lesão do labrum glenoidal)

TESTE DE APREENSÃO

DOR NA COMPRESSÃO ASCENDENTE DA G-U?

- ROTAÇÃO EXTERNA COM ABDUÇÃO PASSIVA: DOR? MEDO?

- VERIFICA A TENDÊNCIA DA LUXAÇÃO G-U ANTERIO





SÍNDROME COMPRESSIVA DO MANGUITO ROTADOR

ARCO DE SIMMONDS

TESTE DE PINÇAMENTO DE NEER

ABDUÇÃO/FLEXÃO DOLOROSA ENTRE 60º E 120º

FLEXÃO ANTERIOR DO OMBRO ENTRE 60º E 120º: DOR?

RUPTURA DO SUPRA-ESPINHOSO

QUEDA DE BRAÇO

A ABDUÇÃO ATIVA, A PARTIR DA POSIÇÃO DE REPOUSO, SÓ É POSSÍVEL COM A ROTAÇÃO DA ESCÁPULA

O DELTÓIDE É INCAPAZ DE INICIAR A ABDUÇÃO DO OMBRO SEM AUXÍLIO DO SUPRA-ESPINHOSO

QUANDO O MEMBRO É ELEVADO PASSIVAMENTE, ALÉM DA ABDUÇÃO HORIZONTAL, ESTA PODE SER MANTIDA ATIVAMENTE PELO DELTÓIDE

TENDINITE OU RUPTURA BICIPTAL































TESTE DE YERGASON

TESTE DE SPEED

DOR À FLEXÃO RESISTIDA DO COTOVELO ASSOCIADA A ROTAÇÃO EXTERNA DO OMBRO

DOR NA FLEXÃO ANTERIOR DO OMBRO? (C/ cotovelo em extensão e antebraço em supinação)

DISTENSÃO/RUPTURA DO M. SUBESCAPULAR

TESTE “LIFT-OFF”

INCAPACIDADE DE AFASTAR AS MÃOS DAS COSTAS CONTRA RESISTÊNCIA.

Modelos de Deus (João Justino)

Não é preciso pesar aproximadamente 50 quilos e nem medir, pelo menos, 1,72 metro. Pode ser um corpo imperfeito, estranho, desproporcional, desequilibrado, desengonçado, obeso, pouco ou muito acima do peso. Tudo bem se tiver bem menos de metro e meio, aliás, os menores têm o tamanho de um óvulo fecundado.

Podem ser corpos modelados, esculpidos, sarados; o fundamental é que sirvam de passarela para o amor, a paz, a fé, a caridade, o respeito, o arrependimento, o perdão. Deus não faz distinção de pessoas, faz distinção de coração.
Os modelos de Deus poderão ser coroados mesmo não sabendo falar, ler, escrever ou andar, mas é recomendável que não enterrem os talentos, é aconselhável que desfilem com bom ânimo e é prudente que façam jejum de palavras, de atitudes, de sentimentos. É perigoso alimentar certos sentimentos, é preciso vigiar.

Os modelos de Deus insistem em se despir da ira, da vingança, do pessimismo e procuram se vestir de compaixão, de solidariedade, de amor e têm registrado na alma que não devem se vender à outras agências porque já foram comprados a preço de sangue imaculado.
Modelos recém-nascidos desfilam nus, chorando, trazendo na pele desenhos individuais, manchas, marcas genéticas, tatuagens Divinas, sinais celestiais.
A passarela para o desfile estará no trabalho, na escola, no trânsito, em casa, no clube, na rua; onde o modelo estiver, seja ele jogador ou torcedor, mesmo no intervalo, de férias ou num leito de hospital, cada passo será registrado, até o último suspiro.
Como Deus prefere chamá-los de filhos, as alternativas para que os filhos de Deus adquiram um apartamento, um carro, uma casa, uma fazenda ou mansão, jamais foi, é ou será a corrupção, a degradação. Os filhos sabem disso e sabem que o Pai proporciona salário família, salário filho, filha, neta, neto, bisneta, bisneto...

Muitos filhos de Deus serão tentados, ou melhor, quase todos são e serão. Mas não devem se iludir com tesouros perecíveis, nem se encantar com encantamentos humanamente limitados, pois o fogo ardente pode não queimar, qualquer tempestade pode aquietar e leões famintos aprendem a jejuar e o mais incrédulo dos incrédulos passa a acreditar, se for a vontade do Altíssimo.

O que deve prevalecer para os filhos de Deus não são os holofotes dos homens.
Lógico que os filhos de Deus erram, se enganam, enganam, escorregam, tropeçam, caem, se traem. Deus os orienta, os adverte, converte, liberta, transforma, informa, acolhe e também recolhe, como os pais recolhem seus filhos das ruas sem presente que valha a pena e sem futuro.
Filhos de Deus não barbarizam, só se perderem a sanidade, ou se abandonarem a paternidade perdendo a herança.

Os filhos de Deus ficam inconformados quando alguém diz que o Pai deles não existe, mas foi o Onipotente que deu aos humanos livre arbítrio, e sendo assim cada um pode emitir suas finitas opiniões, sobre a existência, sobre a vida e até sobre o Divino, inclusive tentando ignorá-Lo. Contestadores poderão acabar mal aventurados por si mesmos, só que os filhos do Onisciente não devem julgar porque Deus pode ter misericórdia de quem Ele tiver misericórdia.

Herdeiros do Onipresente utilizam diferentes vestimentas e armaduras, assim como os bombeiros escolhem a roupa e os equipamentos apropriados para cada ocasião. E não são poucos os que reconhecem que a fé é um talento e agradecem por não estarem na incredulidade, por terem sido retirados de lá e pelo renascimento. E agradecem pela vida, porque para desfilar para Deus na Terra tem que ter sangue correndo na veia, tem que haver pulsação, sopro de vida, ainda que em um corpo inerte. Mortos não desfilam mais aos vivos.

Os que desfilam para Deus serão perseguidos pelos inimigos do Todo Poderoso, mas poderão receber cachês Divinos, poderão firmar contratos eternos e podem se alimentar do que de melhor há no planeta, mas é essencial que saibam repartir o pão.