Siga o blog por Email

MEDITAÇÃO DIÁRIA

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Alunos de Fisioterapia da Estácio criam aparelhos 91% mais baratos

27/09/2009 - 07:07h

Comente esta notícia

por: Priscilla Franco

Alunos do curso de fisioterapia da Universidade Estácio de Sá promoveram durante a semana passada, no campus, evento para testar aparelhos fisioterápicos de baixo custo desenvolvido por eles. Foram confeccionados um podoscan, um podoscópio e um plantígrafo, aparelhos utilizados para diagnosticar deformidades a partir do pressionamento do pé. Os equipamentos produzidos pelos alunos são 91% mais baratos do que a média de mercado. A pesquisa desenvolvida será transformada em artigo para revistas científicas.


Durante o evento, os alunos da Estácio foram convidados a testar para verificar o tipo de pé que possuem. O estudante de Engenharia de Produção, Éder Almeida nunca havia realizado esse tipo de exame e achou interessante. “Gostei principalmente do podoscan”. Segundo informações dos pesquisadores, esse aparelho consiste em um scanner, que acoplado a vidros temperados que chega a suportar 250 quilos.


“O mais importante da pesquisa é tornar o método mais acessível”, disse o pesquisador André Gomes de Lima, um dos alunos participantes. Assinam também a pesquisa os alunos Carlos Eduardo Pereira da Silva, Isabel Fernandes, Luciane Ferro da Silva e Raphael Jorge Henriques Paula Pinto.

http://www.friweb.com.br/noticias/noticia2230-alunos+de+fisioterapia+da+est%C3%A1cio+criam+aparelhos+91+POR+CENTO+mais+baratos.html

O objetivo desta pesquisa é desenvolver um podoscópio, um podoscan e um plantigrama de baixo custo, equiparando a concordância dos resultados entre eles.

Trata-se de uma pesquisa quantitativa, descritiva, realizada pelo meu grupo, são alunos do Laboratório de Fisiologia do Exercício LAFIEX da Universidade Estácio de Sá de Nova Friburgo para analisar três equipamentos de avaliação dos tipos de pé, fazendo uma medida de área das superfícies plantares obtidas pelos três métodos comparando as concordâncias e a confiabilidade dos mesmos.

Quando o artigo estiver pronto eu posto aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário